Sandy

"Manuscrito" - novembro 7, 2010

INFORMAÇÕES SOBRE O ÁLBUM

Manuscrito é o álbum solo de estreia da cantora e compositora brasileira Sandy, lançado no dia 7 de maio de 2010 através da gravadora Universal Music.O álbum é composto por 13 faixas autorais e traz uma sonoridade mais introspectiva para a carreira de Sandy, tendo referências de folk e pop britânico, tudo em um tom mais calmo, carregado de baladas. O primeiro single, “Pés Cansados”, é uma canção pop acústica e teve sucesso nas rádios. “Quem Eu Sou” foi lançada como segundo single do álbum. “Manuscrito” foi premiado pela ABPD com disco de ouro, devido as mais de 40 mil cópias vendidas no Brasil em dez dias.

No dia 12 de dezembro de 2010, Sandy recebeu disco de platina pelas mais de 80 mil cópias vendidas do álbum. A cantora concorreu a três prêmios VMB em 2010, onde foi indicada nas categorias Artista do Ano, Clipe Pop e Hit Do Ano, para “Pés Cansados”. No ano seguinte, Sandy concorreu ao Prêmio Multishow de Música Brasileira na categoria Melhor Álbum (“Manuscrito”) e Melhor Videoclipe (“Quem Eu Sou”). No dia 20 de setembro de 2010 o álbum foi lançado em Portugal.

Antecedentes
Sandy iniciou sua carreira musical como integrante da dupla Sandy & Junior no começo dos anos 90. Ao lado do irmão Junior Lima, Sandy lançou 12 álbuns de estúdio e quatro álbuns ao vivo, vendendo mais de 20 milhões de cópias.[8] Em abril de 2007, alegando que gostariam de se “expressar mais enquanto pessoa única, como artistas individuais” (apesar de Junior nunca ter se lançado como artista solo), os irmãos anunciaram o fim das atividades em conjunto e lançaram em agosto do mesmo ano o CD e DVD Acústico MTV – Sandy e Junior. Este trabalho deu origem á turnê Acústico, encerrada no dia 18 de dezembro de 2007; quando ocorreu a última apresentação dos irmãos como dupla.[9] Nos dois anos seguintes à separação (2008-09), Sandy se dedicou principalmente à composição e produção das faixas que integrariam seu primeiro disco solo, além de se casar com o músico Lucas Lima e se formar no curso de Letras pela PUC Campinas.

Desenvolvimento
“Discuti muito na minha análise qual seria o caminho mais verdadeiro pra mim”, diz Sandy sobre seu primeiro álbum solo. Depois de muito pensar, ela diz, juntou a banda na fazenda da família e lá o disco foi nascendo.

Em entrevistas, Sandy disse que a sonoridade do álbum é influenciada pelo pop/rock britânico e pela música folk, citando Coldplay, KT Tunstall e Nerina Pallot como referências. Neste álbum, Sandy utilizou instrumentos como o violino, cello, acordeom, ukulele, banjo, bandolim e sintetizadores vintage.

Com treze faixas autorais e inéditas, Sandy escolheu Manuscrito como o título de seu primeiro álbum em carreira solo, que foi lançado digitalmente em 27 de abril de 2010 e chegou às lojas no dia 7 de maio do mesmo ano. A cantora optou por este nome ao concluir o projeto de composições próprias e com algumas parcerias como a dos músicos Junior Lima, Lucas Lima e Nerina Pallot. O primeiro single “Pés Cansados” foi lançado em rádios e na internet dia 15 de abril. Sandy escolheu o fotógrafo Paschoal Rodriguez para clicar o ensaio do encarte de seu primeiro projeto solo. Para as sessão de fotos, o make up ficou a cargo de Henrique Mello e a produção de moda com Picida Gonçalves. O projeto gráfico esteve nas mãos de Samuel Leite, também responsável pela direção de arte do site oficial da cantora e de todas as redes sociais oficiais do projeto na internet. O álbum chegou ao mercado em duas versões: simples (CD) e deluxe (CD + DVD); esta última acompanhada do documentário de curta metragem Tempo, com direção do cineasta Fernando Grostein Andrade.

“ Foi muito bom não ter hora para acabar, poder trabalhar sem pressão, e saber direito o que cada música necessitava. Ter tempo é algo impagável ”

Documentário Tempo
Até maio de 2010, teasers com trechos do documentário Tempo produzido durante a criação do álbum, foram lançados pelo canal oficial de Sandy no YouTube como estratégia de publicidade.

Edição especial
O primeiro projeto de Sandy em carreira solo chegou ao mercado em duas versões: simples (CD) e deluxe (CD + DVD); esta última acompanhada do documentário de curta metragem “Tempo”, com direção do cineasta Fernando Grostein Andrade. O filme, de cerca de vinte e cinco minutos, revela a concepção da carreira solo da cantora e momentos intimistas e às vezes melancólicos do processo criativo, além das alegrias e desafios dos vinte anos de carreira. Algumas semanas antes de lançar o disco, teasers de cerca de trinta segundos foram extraídos deste documentário e exibidos no site oficial da cantora (www.sandyoficial.com.br). Só no primeiro dia de exibição, a página teve mais de 100 mil visualizações. Na íntegra, foi lançado em maio na edição deluxe CD+DVD pela Universal Music.

Recepção da crítica
“Manuscrito”, primeiro trabalho solo de Sandy, recebeu críticas geralmente positivas. Natália Arduíno, do site Jazz Man, elogiou o álbum e destacou o progresso artístico de Sandy: “O que se pode ver é um amadurecimento da artista. Os arranjos são muito bem feitos, as letras também perderam um pouco da carga pop, estão mais melodiosas e poéticas. Eu preciso confessar que não esperava me surpreender com esse trabalho. Achava que ela seguiria a fórmula segura que fez dela e do irmão os maiores artistas do pop brasileiro. Mas não seguiu.” Ela também apontou as canções “Ela/Ele”, “Dedilhada”, “Sem Jeito”, “Duras Pedras” e a balada “Dias Iguais” como as melhores do disco. Matheus Martins, do site Ecleticus, também elogiou o disco e salientou que a sonoridade de “Manuscrito” é influenciada por gêneros como rock e britpop.  Lizandra Pronin, do Território da Música, deu 4 de 5 estrelas para o disco e escreveu: ” O álbum solo de Sandy não tem música para fazer sucesso instantâneo. Até porque isso ela já conquistou. Manuscrito encontrará seu público que certamente seguirá fiel a bela e jovem cantora.”

Certificados e desempenho nas paradas

Sandy recebendo o disco de platina durante show no Rio de Janeiro.
Dez dias após o lançamento, Manuscrito foi premiado pela ABPD com Disco de Ouro, devido as mais de 40 mil cópias vendidas no Brasil.O disco chegou na 4ª posição na parada de vendas da ABPD. No dia 12 de dezembro, Sandy recebeu Disco de Platina (80 mil cópias) no último show da Turnê Manuscrito 2010, que se estendeu até dezembro de 2012. Até agora, o disco já vendeu mais de 80 mil cópias.

Tags

Leave Comment (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *